Tratamento dos sintomas associados à

DOENÇA HEMORROIDÁRIA

e suas complicações

(ex. eczema, fissura anal)1

 

Tratamento dos sintomas associados à

DOENÇA HEMORROIDÁRIA

e suas complicações

(ex. eczema, fissura anal)1

Tratamento dos sintomas associados à

DOENÇA HEMORROIDÁRIA

e suas complicações

(ex. eczema, fissura anal)1

Composição Diferenciadora1

emoflon-badge-sucralfato-grande@2x

Composição
Diferenciadora1

emoflon-badge-sucralfato-grande@2x
emoflon-logotipo-bottom@2x

Como aplicar?1

Nota: o aplicador é de utilização individual.1

O principal objetivo dos tópicos para a Doença Hemorroidária é o controlo dos sintomas.2 O tratamento com venoativos orais como a FRAÇÃO FLAVONOICA PURIFICADA E MICRONIZADA permite tratar os sintomas e reduzir o número de crises.3 Para saber mais sobre venoativos, consulte www.daflon.pt

Uma doença comum

A doença hemorroidária tem um impacto significativo na qualidade de vida, mas pode ser controlada.4

uma-doenca-comum-img1@2x

O que é a doença hemorroidária?

As veias hemorroidárias são estruturas anais venosas que fazem parte da anatomia do nosso organismo. A exposição a determinados fatores de risco pode levar a um aumento da pressão venosa e a uma dilatação anormal dessas estruturas venosas. Essa dilatação pode dar origem à doença hemorroidária, caracterizada por dor anal, comichão e desconforto.4

uma-doenca-comum-img2@2x

Não é o único a sofrer deste problema!

1 em cada 10 pessoas sofre de doença hemorroidária.5

uma-doenca-comum-img3@2x

Os sintomas são frequentemente recorrentes.

Normalmente, os sintomas agudos da doença hemorroidária voltam a surgir em 25% dos casos.6

O que é a doença hemorroidária?

As veias hemorroidárias são estruturas anais venosas que fazem parte da anatomia do nosso organismo. A exposição a determinados fatores de risco pode levar a um aumento da pressão venosa e a uma dilatação anormal dessas estruturas venosas. Essa dilatação pode dar origem à doença hemorroidária, caracterizada por dor anal, comichão e desconforto.4

Não é o único a sofrer deste problema!

1 em cada 10 pessoas sofre de doença hemorroidária.5

Os sintomas são frequentemente recorrentes.

Normalmente, os sintomas agudos da doença hemorroidária voltam a surgir em 25% dos casos.6

Os sintomas de hemorroidas conduzem a um desconforto diário. Se sofre de hemorroidas, poderá identificar um ou mais dos seguintes sintomas:4,7,8
  • Sangramentos caracterizados pela ocorrência de sangue vermelho vivo durante a defecação;
  • Comichão no ânus;
  • Dor ou desconforto anal, que ocorrem especialmente logo após a defecação, quando sentado ou quando faz movimentos;
  • Inchaços (também chamados “tumefações”), que são devidos à descida e externalização (ou prolapso) das hemorroidas.
O seu estilo de vida tem influência no controlo das hemorroidas. Se sofre de doença hemorroidária, há alguns cuidados que podem ajudar a controlar a doença:9,10 
  • Privilegie uma alimentação que regule o trânsito intestinal para combater a obstipação: frutas frescas e vegetais;
  • Evite comida picante, álcool e tabaco, que são fatores conhecidos por promoverem a congestão venosa;
  • Beba pelo menos 1,5 litros de água por dia;
  • Tente ir à casa de banho num horário fixo, evitando esforços intensos;
  • Pratique atividade física regularmente.

Os sintomas de hemorroidas conduzem a um desconforto diário. Se sofre de hemorroidas, poderá identificar um ou mais dos seguintes sintomas:4,7,8

uma-doenca-comum-icon-1@2x

  • Sangramentos caracterizados pela ocorrência de sangue vermelho vivo durante a defecação;

uma-doenca-comum-icon-2@2x

  • Comichão no ânus;

uma-doenca-comum-icon-3@2x

  • Dor ou desconforto anal, que ocorrem especialmente logo após a defecação, quando sentado ou quando faz movimentos;

uma-doenca-comum-icon-4@2x

  • Inchaços (também chamados “tumefações”), que são devidos à descida e externalização (ou prolapso) das hemorroidas.

Os sintomas de hemorroidas conduzem a um desconforto diário. Se sofre de hemorroidas, poderá identificar um ou mais dos seguintes sintomas:4,7,8

uma-doenca-comum-icon-1@2x

Sangramentos caracterizados pela ocorrência de sangue vermelho vivo durante a defecação

uma-doenca-comum-icon-2@2x

Comichão no ânus;

uma-doenca-comum-icon-3@2x

Dor ou desconforto anal, que ocorrem especialmente logo após a defecação, quando sentado ou quando faz movimentos;

uma-doenca-comum-icon-4@2x

Inchaços (também chamados “tumefações”), que são devidos à descida e externalização (ou prolapso) das hemorroidas.

O seu estilo de vida tem influência no controlo das hemorroidas. Se sofre de doença hemorroidária, há alguns cuidados que podem ajudar a controlar a doença:9,10 
uma-doenca-comum-icon-5@2x

  • Privilegie uma alimentação que regule o trânsito intestinal para combater a obstipação: frutas frescas e vegetais;

uma-doenca-comum-icon-6@2x

  • Evite comida picante, álcool e tabaco, que são fatores conhecidos por promoverem a congestão venosa;

uma-doenca-comum-icon-7@2x

  • Beba pelo menos 1,5 litros de água por dia;

uma-doenca-comum-icon-8@2x

  • Tente ir à casa de banho num horário fixo, evitando esforços intensos;

uma-doenca-comum-icon-9@2x

  • Pratique atividade física regularmente.

O seu estilo de vida tem influência no controlo das hemorroidas. Se sofre de doença hemorroidária, há alguns cuidados que podem ajudar a controlar a doença:9,10 
uma-doenca-comum-icon-5@2x

Privilegie uma alimentação que regule o trânsito intestinal para combater a obstipação: frutas frescas e vegetais;

uma-doenca-comum-icon-6@2x

Evite comida picante, álcool e tabaco, que são fatores conhecidos por promoverem a congestão venosa;

uma-doenca-comum-icon-7@2x

Beba pelo menos 1,5 litros de água por dia;

uma-doenca-comum-icon-8@2x

Tente ir à casa de banho num horário fixo, evitando esforços intensos;

uma-doenca-comum-icon-9@2x

Pratique atividade física regularmente.

Emoflon protege, alivia, regenera1

Emoflon pode ser usado até 4 semanas1

Consulte o seu médico se os sintomas não melhorarem dentro de 1 a 2 semanas1

Emoflon não está contraindicado durante a gravidez ou amamentação, mas nestas situações aconselhamos que consulte o seu médico.1

Emoflon protege, alivia, regenera1

Emoflon pode ser usado até 4 semanas1

Consulte o seu médico se os sintomas não melhorarem dentro de 1 a 2 semanas1

Emoflon não está contraindicado durante a gravidez ou amamentação, mas nestas situações aconselhamos que consulte o seu médico.1

Para saber mais sobre Doença Hemorroidária, consulte o site www.ashemorroidas.pt

Contacte-nos

Envie-nos as suas questões. Pode também: reportar um efeito indesejável, ou solicitar informação médica ou científica



    Reportar um efeito indesejável

    Para reportar um problema de saúde relacionado com um medicamento Servier ou qualquer outro produto Servier, pode entrar em contacto connosco a qualquer momento, preenchendo o formulário abaixo.



      Informação Médica ou Científica

      Se tiver alguma questão sobre os nossos medicamentos, produtos de saúde e/ou as nossas áreas terapêuticas contacte-nos.

        Referências

        1. Emoflon® é um dispositivo médico de classe IIa. Emoflon® Instruções de Utilização: Março 2017. Emoflon® reveste e protege a epiderme, cuida a pele inflamada e com comichão e ajuda a promover a regeneração cutânea. Diminui a secura cutânea, o que auxilia na cicatrização de feridas, e reduz o risco de fissuras e lesões provocadas pela defecação.

        2. Lohsiriwat et al, World J Gastrenterol. 2012;18:2009-2017.

        3. Zagriadskii et al. Advances in Therapy. 2018; Volume 35: 1979-1992.

        4. Sun Z, Migaly J. Review of Hemorrhoid Disease: Presentation and Management. Clin Colon Rectal Surg. 2016 ;29(1):22-29.

        5. Sheikh et al. J. Comp. Eff. Res. 2020; 9(17): 1219–1232.

        6. Greenspon J, Williams S, Young H and Orkin B. Thrombosed External Hemorrhoids: Outcome After Conservative or Surgical Management. Diseases of the Colon & Rectum. 2004 ;47(9):1493-1498.

        7. Lohsiriwat et al, Treatment of Hemorrhoids: A Coloproctologist’s View. 2015, aug, 21.

        8. NIH US Website, Symptoms & Causes of Hemorrhoids, disponível em: https://www.niddk.nih.gov/health-information/digestive-diseases/hemorrhoids/symptoms-causes . Consulta a 10 de Março 2021.

        9. NIH US Website, Treatment of Hemorrhoids, disponível em: https://www.niddk.nih.gov/health-information/digestive-diseases/hemorrhoids/treatment . Consulta a 10 de Março 2021 .

        10. NHS UK Website, Piles (haemorrhoids), disponível em: https://www.nhs.uk/conditions/piles-haemorrhoids/. Consulta a 10 Março 2021.

        Menções legais Emoflon: Emoflon® é um dispositivo médico classe IIa, fabricado pela Egis Pharmaceuticals PLC. Leia atentamente as instruções de utilização antes de usar. Emoflon® destina-se ao tratamento de sintomas associados à doença hemorroidária e suas complicações (ex.: eczema, fissura). Aconselhe-se junto do seu farmacêutico, consulte o seu médico se os seus sintomas não melhorarem entre 1-2 semanas. Não utilize se tiver hipersensibilidade à lanolina ou a qualquer outro componente deste produto. Não utilize em hemorroidas com hemorragia. A utilização de Emoflon® pomada retal não está contraindicada na gravidez ou durante a amamentação, mas nesses casos é recomendado que consulte o seu médico ou farmacêutico.

        NOME DO MEDICAMENTO*: Daflon® 1000. COMPOSIÇÃO*: Bioflavonoides (Fração flavonoica purificada micronizada). Cada comprimido revestido por película de 1000 mg contém: 90% de diosmina, ou seja 900 mg; 10% de flavonoides expressos em hesperidina, ou seja 100 mg. FORMA FARMACÊUTICA*: Comprimido revestido por película, cor de salmão e de forma oval. INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS*: Tratamento dos sintomas e sinais relacionados com a insuficiência venosa (pernas pesadas, dor, cansaço, edema). Tratamento sintomático da crise hemorroidária. POSOLOGIA E MODO DE ADMINISTRAÇÃO*: Posologia habitual: 1 comprimido por dia. Na crise hemorroidária: nos 4 primeiros dias: 1 comprimido 3 vezes ao dia; nos 3 dias seguintes: 1 comprimido 2 vezes ao dia; em seguida voltar à posologia de manutenção: 1 comprimido por dia. CONTRAINDICAÇÕES*: Hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer um dos excipientes. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES ESPECIAIS DE UTILIZAÇÃO*: A administração deste medicamento no tratamento sintomático da crise hemorroidária não substitui o tratamento de outros problemas anais. Se não houver remissão dos sintomas, deve ser consultado um médico de forma a proceder-se ao exame proctológico e à revisão do tratamento, caso haja necessidade. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS E OUTRAS FORMAS DE INTERAÇÃO*: Não foram realizados estudos de interação. Da experiência de pós-comercialização do medicamento, nenhuma interação medicamentosa clinicamente relevante foi notificada até à data. FERTILIDADE, GRAVIDEZ E ALEITAMENTO*: Gravidez: Os estudos em animais não indicam toxicidade reprodutiva. A quantidade de dados sobre a utilização da fração flavonoica purificada micronizada em mulheres grávidas, é limitada ou inexistente. Como medida de precaução, o tratamento deve ser evitado durante a gravidez. Amamentação: Desconhece-se se a substância ativa/metabolitos são excretados no leite humano. Não pode ser excluído qualquer risco para os recém-nascidos/lactentes. Tem que ser tomada uma decisão sobre a descontinuação da amamentação ou a descontinuação/abstenção da terapêutica com Daflon® 1000 tendo em conta o benefício da amamentação para a criança e o benefício da terapêutica para a mulher. Fertilidade: Estudos de toxicidade em ratos machos e fêmeas não mostraram efeitos na fertilidade. EFEITOS SOBRE A CAPACIDADE DE CONDUZIR E UTILIZAR MÁQUINAS*. EFEITOS INDESEJÁVEIS*: Frequentes: diarreia, dispepsia, náuseas, vómitos. Pouco frequentes: colite. Raros: tonturas, cefaleias, mal-estar geral, erupções cutâneas, prurido, urticária. Frequência desconhecida: dor abdominal, edema isolado da face, dos lábios e das pálpebras. Excecionalmente edema de Quincke. SOBREDOSAGEM*: Sintomas: A experiência de sobredosagem com Daflon® 1000 é limitada. Os eventos adversos mais frequentemente notificados em casos de sobredosagem foram eventos gastrointestinais (tais como diarreia, náuseas, dor abdominal) e eventos cutâneos (tais como prurido, erupção cutânea). Tratamento: O tratamento da sobredosagem deve consistir no tratamento dos sintomas clínicos. PROPRIEDADES FARMACOLÓGICAS*: Protetor vascular e venotrópico. Daflon® 1000 exerce uma ação sobre o sistema vascular de retorno: ao nível das veias, diminui a distensibilidade venosa e reduz a estase venosa; ao nível da microcirculação, normaliza a permeabilidade capilar e reforça a resistência capilar. APRESENTAÇÃO: Caixa de 30 comprimidos revestidos por película. TITULAR DA AIM: Servier Portugal – Especialidades Farmacêuticas, Lda. Av. António Augusto de Aguiar, 128, 1069-133 LISBOA. Tel: 213122000. Para mais informações deverá contactar o titular de AIM. Daflon® 1000 é um MNSRM. RCM aprovado em 01.2020. IECRCM 07.02.2020.

        *Para uma informação completa por favor leia o Resumo das Características do Medicamento. Leia atentamente as informações constantes na embalagem e no folheto informativo e, em caso de dúvida ou de persistência dos sintomas, consulte o médico ou o farmacêutico.

        21EMO02

        Contactos

          +351 21 312 2000

          Servier Portugal – Av. António Augusto de Aguiar, 128 1069-133 – Lisboa

        emoflon-logotipo-bottom@2x (1)

         

        Contactos

          +351 21 312 2000

          Servier Portugal – Av. António Augusto de Aguiar,
        128 1069-133 – Lisboa

        TOPO

        © 2021 Emoflon todos os direitos reservados.
        Servier Portugal